1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Cruz vota em Houston e pede que republicanos se unam contra Trump

- Atualizado: 01 Março 2016 | 17h 58

Senador pelo Texas, favorito para vencer no Estado com mais delegados na Superterça, afirmou que sua campanha é a única que pode derrotar Trump na corrida pela indicação do partido

AUSTIN, EUA - O pré-candidato republicano à Casa Branca Ted Cruz votou nesta terça-feira, 1º, no Texas, o único Estado em que é favorito para vencer o magnata Donald Trump entre os 12 que vão às urnas na Superterça das eleições primárias nos Estados Unidos. Acompanhado de sua mulher, Heidi, de suas duas filhas, Caroline e Catherine, e de várias dezenas de simpatizantes, Cruz votou no Centro Recreativo de West Gray, no oeste de Houston, por volta das 11h15 locais (14h15 em Brasília).

Antes de depositar seu voto na urna, o senador pelo Texas pediu unidade aos demais candidatos para evitar que Trump, o favorito nas pesquisas nacionais, seja o concorrente republicano nas eleições presidenciais do país, que ocorrem em novembro.

O republicanoTed Cruz vota no Texas durante a Superterça acompanhado da filha Catherine

O republicanoTed Cruz vota no Texas durante a Superterça acompanhado da filha Catherine

"Aos candidatos que amanhã acordem sem ter ganhado em um só Estado, é o momento de nos unirmos em torno dos valores conservadores. Amanhã só restarão duas opções. Se quisermos ganhar de Trump, temos que fazer uma corrida de dois. O que ele quer é uma oposição dividida", afirmou Cruz.

O senador se dirigiu assim a Marco Rubio, John Kasich e Ben Carson, os outros pré-candidatos do partido à Casa Branca, mas também aos seus eleitores. "Se você acha que Trump será um desastre como candidato e prefere outra opção, a única candidatura que pode vencê-lo é a nossa", destacou.

Cruz se mostrou confiante de sua vitória no Texas, Estado no qual todas as pesquisas confirmam seu triunfo, apesar de reconhecer que Trump sairá mais forte da Superterça e com um grande número de delegados, algo também antecipado pelas pesquisas.

"Os republicanos têm a opção de escolher um conservador de verdade ou alguém que irá a Washington para fazer pactos com os democratas", disse Cruz, acusando o rival de não defender o que realmente pensa.

Nesta Superterça, republicanos em 12 Estados vão às urnas para escolher quem enfrentará em novembro Hillary Clinton ou Bernie Sanders, que disputam a indicação democrata. O Texas é o grande prêmio do dia, por possuir o maior número de delegados: 155. / EFE

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX