1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Derrota do Estado Islâmico exigirá estratégia, diz Obama

Estadão Conteúdo

28 Agosto 2014 | 18h 21

O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou nesta quinta-feira que a derrota dos militantes do grupo extremista Estado Islâmico vai exigir uma "estratégia regional" e apoio dos parceiros do Oriente Médio. Em depoimento logo após se encontrar com o Conselho Nacional de Segurança, Obama disse que pediu para o Pentágono preparar um dossiê com opções de como confrontar os insurgentes.

Os EUA têm atacado alvos militantes no Iraque e autoridades dizem que Obama está considerando realizar operações na Síria. O presidente, porém, tentou minimizar os boatos sobre ações militares iminentes dos EUA no território sírio. "Nós não temos uma estratégia ainda" para controlar os grupos militantes violentos que tentam estabelecer um califado no Oriente Médio.

Obama disse que está na hora de os países da região "pararem de ser ambivalentes" sobre os objetivos de grupos extremistas como o Estado Islâmico.

Mais cedo, o Exército dos EUA informou que aviões militares conduziram cinco ataques aéreos contra alvos do Estado Islâmico no norte do Iraque. O Comando Central norte-americano afirmou em breve depoimento que as forças de segurança destruíram um veículo militar, um tanque, quatro carros blindados e um veículo de construção perto da represa de Mosul. O ataque também teria danificado um posto de controle do grupo extremista. Fonte: Associated Press.