1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Deslizamentos em Hiroshima deixam 36 mortos

Estadão Conteúdo

20 Agosto 2014 | 16h 12

Pelo menos sete pessoas estão desaparecidas; Agência de Controle de Fogo e Desastres informou que 15 pessoas ficaram feridas

Encostas de montanhas encharcadas pelas chuvas desabaram em torrentes de lama, pedra e detritos nas proximidades de Hiroshima nesta quarta-feira, deixando ao menos 36 mortos e sete desaparecidos. Colinas cederam ou foram varridas para cima de áreas residenciais em pelo menos cinco vales nos subúrbios da cidade japonesa após chuvas pesadas deixarem a terra instável.

Toru Hanai/Reuters
Autoridades alertaram que tempestades adicionais podem desencadear novos deslizamentos e enchentes

A emissora NHK mostrou vídeos com trabalhadores de resgate suspensos de helicópteros da polícia por cordas enquanto retiravam vítimas dos destroços. Outros subiam cautelosamente para dentro das janelas e procuravam por sobreviventes em casas destruídas.

A polícia do município de Hiroshima confirmou a morte de 36 pessoas e, ao menos, sete desaparecimentos. A Agência de Controle de Fogo e Desastres informou que 15 pessoas ficaram feridas, duas delas com gravidade.

"Algumas pessoas foram levadas pela corrente e é difícil saber exatamente quantas ficaram desaparecidas", afirmou a autoridade do governo local Nakatoshi Okamoto. Ele acrescentou que as condições na área do desastre estão dificultado o trabalho do resgate.

A terra desabou tão rapidamente que os avisos de desocupação vieram apenas uma horas após o primeiro deslizamento, admitiram as autoridades. "É tão lamentável", disse o prefeito de Hiroshima, segundo reportagem publicada pela agência de notícias Kyodo. "Nós vamos descobrir o que deu errado e vamos tomar as medidas necessárias."

Autoridades já alertaram que tempestades adicionais podem desencadear novos deslizamentos e enchentes. / Associated Press.