Detidos suspeitos de planejar assassinato de Chávez

A justiça venezuelana ordenou a prisão preventiva de dois homens suspeitos de participar de um suposto complô para assassinar o presidente Hugo Chávez. O crime estaria sendo planejado para o próximo fim de semana, divulgou a imprensa local. A prisão preventiva foi ordenada pelo juiz Cristóbal Rengifom, de Caracas, contra Pablo Díaz Landaeta, de 18 anos, e Franklin Chacón, de 22, segundo o diário El Nacional. Versões preliminares indicam que os dois jovens trabalhavam como garçons num restaurante da luxuosa região leste de Caracas e foram presos na noite de sexta-feira passada pela polícia política, o Disip. O juiz ordenou a prisão por acusação de ocultamento de arma de guerra, no caso um lança-foguetes AT-4, de fabricação sueca, que seria utilizado contra o presidente. A tentativa de assassinato deveria ocorrer no sábado, quando o presidente participará de atos oficiais do 5 de julho, dia da pátria na Venezuela.

Agencia Estado,

01 Julho 2003 | 14h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.