1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dinamarca: Socialistas abandonam coalizão

AE - Agência Estado

30 Janeiro 2014 | 13h 37

Um pequeno partido socialista abandonou nesta quinta-feira a coalizão de governo da Dinamarca em meio a um desentendimento em relação ao plano de vender a estatal Dong Energy ao banco Goldman Sachs e outros investidores, mas a debandada de ministros não foi suficiente para tirar do poder o governo de centro-esquerda.

A saída do Partido Popular Socialista encerra um período de mais de um ano de desacordo interno entre facções contrárias e favoráveis à venda. Os outros dois partidos da coalizão estão unidos em favor do negócio.

A líder do Partido Popular Socialista, Annette Vilhelmsen, formalizou hoje a retirada dos seis ministros da legenda do gabinete de governo.

Apesar de isso enfraquecer a coalizão, a primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning-Schmidt, informou que permanecerá no governo porque ainda conta com o apoio dos socialistas no Parlamento.

Algumas horas depois, a comissão de finanças do Parlamento aprovou a venda de uma fatia de 19% da Dong Energy ao Goldman Sachs por 8 bilhões de coroas dinamarquesas, quantia equivalente a US$ 1,5 bilhão.

A venda tem como objetivo recuperar as finanças da Dong Energy, a maior companhia energética da Dinamarca. Fonte: Associated Press.