1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Primavera Árabe

Egito: tribunal mantém sentenças de morte

AE - Agência Estado

05 Julho 2014 | 12h 22

Um tribunal do Cairo manteve as sentenças de morte para 10 membros da Irmandade Muçulmana, disseram autoridades do poder judiciário. Outros 38, incluindo o líder espiritual do grupo, Mohammed Badie, foram sentenciados à prisão perpétua. Todos os 10 membros da Irmandade sentenciados à morte foram julgados à revelia.

Os 48 foram condenados por incitação à violência, ataques contra as forças de segurança e bloqueio de uma estrada no norte do Cairo no ano passado, disseram os funcionários.

Os veredictos deste sábado fazem parte de uma repressão contra muçulmanos, que começou após os militares derrubarem o presidente Mohammed Morsi, que vem da Irmandade.

A Irmandade Muçulmana, que já foi o mais bem organizado movimento político do país, agora é oficialmente rotulada como uma organização terrorista. Muitos de seus principais líderes e apoiadores estão presos e enfrentam várias acusações. Fonte: Associated Press.

Primavera Árabe