Assine o Estadão
assine

Internacional

Sean Penn

'El Chapo' quer ter uma renda com filme, diz biógrafo

O escritor Malcolm Beith acredita que dinheiro recebido pela obra seria destinado à família do narcotraficante

0

Claudia Müller,
O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2016 | 18h27

Após seis meses foragido, o líder do cartel de Sinaloa, Joaquín “El Chapo” Guzmán, foi preso pela polícia mexicana meses após conceder uma entrevista ao ator americano Sean Penn. A intermediadora do encontro foi a atriz Kate del Castillo, com quem o narcotraficante trocou mensagens românticas, afirmando querer cuidar mais dela do que dos próprios olhos.

Agora, “El Chapo” está preso em Altiplano, no mesmo presídio de onde havia escapado, e as autoridades mexicanas enfrentam pressão dos Estados Unidos pela extradição do chefão, indiciado em seis Estados americanos pelo crime de narcotráfico.

Em entrevista ao Estado, o autor da biografia de Guzmán intitulada The Last Narco: Inside the Hunt for El Chapo, the World's Most Wanted Drug Lord (O último Narco: por dentro da caça por El Chapo, o senhor das drogas mais procurado do mundo), Malcolm Beith, conta porque acredita que o narcotraficante deseja fazer um filme sobre sua vida para conseguir dinheiro.

O jornalista britânico de cidadania americana também discute a extradição de “El Chapo para os Estados Unidos e o suposto romance com a atriz mexicana Kate del Castillo. A seguir, a entrevista.

“El Chapo” era considerado uma pessoa discreta, o que você acha que o levou a dar entrevista para um ator de Hollywood e procurar atores e produtores para que façam um filme sobre ele?

Se você se expõe muito nesse ramo do tráfico, seus inimigos ou as autoridades vão te achar, por isso ele era discreto. Mas agora ele está no fim da carreira e se você quer que façam um filme sobre você, é preciso começar em algum lugar, como o contato com um ator de Hollywood ou Kate del Castillo. E, pensando no filme, acho que “El Chapo” quer fazer isso por causa do dinheiro. Agora que está preso, as autoridades vão atrás do dinheiro e das propriedades que ele tem, mas o montante recebido por um filme que conta a vida dele iria para seus parentes, que são pobres. Um filme poderia ajudá-los a conseguir algum dinheiro. Se você pensar realisticamente, a maioria das pessoas faz as coisas por dinheiro. Quando ele era criança vendia tomates, se eles fossem tão bem pagos quanto as drogas, talvez ele não tivesse entrado para o narcotráfico.

O filme poderia ser uma tentativa de “El Chapo” melhorar a própria imagem?

É possível. Talvez ele queira que as pessoas saibam quem ele é agora, na versão dele. Talvez procure alguém para fazer outra biografia ou conte toda a história sobre o México. Ele sabe muito sobre corrupção no país, mais do que qualquer um. Se ele resolver contar a verdadeira história de como se tornou poderoso, as autoridades aprenderiam muito sobre como melhorar o país. Ele pode querer melhorar sua imagem, pois ninguém mais quer, mas sabemos que Hollywood gosta de romantizar os traficantes de drogas, fazê-los parecer mais legais do que são. Isso é uma realidade triste que contribui para que as pessoas entrem para o tráfico. Cada vez que alguém escreve algo de positivo sobre “El Chapo” está fazendo uma coisa errada.

Acha que ele prefere continuar preso no México ou ser extraditado?

Ele prefere ficar no México. É a única chance de “El Chapo” viver uma vida quase normal, com visitas da família, de prostitutas. Talvez até continuar controlando a organização de lá, mas isso é mais difícil. Contudo, se ele for extraditado, nunca mais verá nenhuma coisa novamente. Nos Estados Unidos ele vai ficar apenas atrás das grades para sempre, em uma vida miserável. E não acredito que ele vai escapar novamente, pois se ele fizer morrerá, será assassinado. Acho que ele será extraditado para os Estados Unidos e passará o resto da vida na prisão.

Acredita que ele estava apaixonado pela atriz mexicana Kate del Castillo?

Aquelas mensagens entre os dois não soaram um pouco forçadas? Da minha perspectiva, aquilo não é real. Existe algo acontecendo por trás. Acho que “El Chapo” está manipulando a atriz. O que ele faz é usar as mulheres em seus propósitos, fazer com que elas trabalhem para ele. Eu não sei o suficiente sobre ela, mas não acho que tenha se apaixonado por Guzmán. Del Castillo tem advogados e pessoas em quem ela confia. Os dois estão em algum tipo de jogo, o difícil é saber exatamente qual é. Mas Del Castillo fez algo muito arriscado, muito além do que deveria ter feito.

“El Chapo” é um símbolo?

Ele sempre foi um símbolo em muitas maneiras, mas é menos agora porque as autoridades já revelaram o que ele é. Guzmán não é um Robin Hood, é um assassino que controla muita droga. Com seu dinheiro e poder poderia ter feito boas coisas pelo México, mas não fez.

Comentários