1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Em busca da 'verdadeira face' de Simón Bolívar

- Atualizado: 08 Janeiro 2016 | 21h 53

Para oposição, Hugo Chávez apropriou-se de imagem do libertador

Ao determinar a retirada dos retratos do ex-presidente Hugo Chávez e do herói da independência nacional, Simón Bolívar, da sede do Legislativo venezuelano, o presidente da Assembleia Nacional, Henry Ramos Allup, deu a seguinte justificativa: “Tirem também este Simón Bolívar falsificado. Este não é Bolívar, é uma invenção deste senhor (Chávez)”.

Imagem de Bolívar retirada de Assembleia Nacional foi feita com base em tomografia computadorizada

Imagem de Bolívar retirada de Assembleia Nacional foi feita com base em tomografia computadorizada

O retrato desalojado pelo parlamentar é motivo de polêmica nacional desde sua apresentação, em 2012. 

Depois de dois anos de estudos e pesquisas que incluíram uma tomografia computadorizada do crânio do “Libertador”, um grupo de cientistas venezuelanos entregou a Chávez uma imagem feita por computador do que seria o “verdadeiro” rosto de Bolívar.

Diferente da imagem do “Libertador” de pele alva e traços finos difundida ao longo de dois séculos, o Bolívar “chavista” tem nariz alongado, tez morena e olhos pequenos e profundos.

Para os opositores do chavismo, é mais uma peça de propaganda do ex-presidente, que tentou aproximar a imagem de Bolívar da maioria do povo venezuelano.

O retrato foi apresentado pelo próprio Chávez, cercado de crianças, em meio à disputa eleitoral de 2012, em evento transmitido ao vivo pela TV. “A partir de hoje teu rosto verdadeiro, resgatado pelas mãos amorosas de teus filhos cientistas, brilhará muito mais porque já sabemos com precisão a luminosidade desse olhar”, disse ele, na época.

Nesta sexta-feira, enquanto monitorava um grupo de estudantes pelos pontos históricos do centro de Caracas, o professor de História Segundo Pérez comentou a polêmica. “Na verdade, o que existe é uma disputa pela imagem de Bolívar. A direita nunca aceitou que Chávez tivesse se apropriado dela. E Chávez nunca admitiu a origem aristocrática do Libertador”, disse ele.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX