Embaixadas dos EUA no Oriente Médio são fechadas

Os norte-americanos que vivem no Oriente Médio adotaram, nesta segunda-feira, medidas de precaução para tentar garantir sua segurança depois dos ataques dos Estados Unidos contra o Afeganistão, mas disseram que tudo transcorria "normalmente". A maior parte das embaixadas dos Estados Unidos na região foi fechada ao público hoje, mas diplomatas continuavam em seus gabinetes lidando com a situação. As embaixadas dos EUA em Omã e Kuwait funcionavam normalmente. No Bahrein, onde fica o quartel general da Quinta Frota da Marinha dos EUA, uma escola do Departamento de Defesa para filhos de diplomatas, militares e executivos teve as aulas suspensas pelo resto da semana. As escolas norte-americanas na Síria, nos Emirados Árabes Unidos, no Catar, em Omã e no Iêmen também foram fechadas. A Embaixada dos EUA em Riad, Arábia Saudita, pediu aos pais que não levassem os filhos à escola nesta segunda-feira. Leia o especial

Agencia Estado,

08 Outubro 2001 | 18h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.