Epidemia de dengue pode agravar situação na Austrália

Equipes de emergência trabalham contra o relógio para evitar que um possível surto de epidemia de dengue agrave a situação das vítimas do ciclone Larry, que na segunda-feira atingiu Queensland, afirmou nesta terça-feira o líder do governo desse Estado australiano, Peter Beattie. O ciclone não deixou mortos ou feridos graves, mas os danos materiais podem passar de US$ 350 milhões. Além disso, as autoridades temem uma epidemia de dengue, doença que é transmitida por mosquitos que se reproduzem em águas paradas. Os serviços de emergência já começaram a distribuir alimentos e água, depois de assegurar que todos os que tiveram suas casas destruídas encontraram abrigo. Beattie, que passou a noite na região, recomendou, pelo canal local "Channel Seven", aos habitantes da área afetada que passem alguns dias fora e esperem que os serviços essenciais mínimos sejam restabelecidos. As equipes que reconstruirão a região por onde passou o ciclone, com ventos de até 300 quilômetros por hora, têm pela frente um trabalho monumental, devido às centenas de casas destruídas e os milhares de edifícios danificados.

Agencia Estado,

21 Março 2006 | 01h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.