REUTERS/Eric Feferberg
REUTERS/Eric Feferberg

Equipe de Macron confirma que partido foi alvo de ao menos cinco ciberataques desde janeiro

Membros da campanha do candidato centrista ao Palácio do Eliseu garantem que nenhum dado foi comprometido

O Estado de S.Paulo

26 Abril 2017 | 10h55

PARIS - A equipe de campanha do candidato centrista à presidência da França, Emmanuel Macron, confirmou ter sido alvo de pelo menos cinco ciberataques desde janeiro, mas garantiu que nenhum dado da campanha foi comprometido.

"Emmanuel Macron é o único candidato da campanha presidencial francesa a ser alvo", informou o partido do centrista, En Marche!, em um comunicado. "Não é coincidência que Emmanuel Macron, o último candidato progressista restante nessa eleição, seja o alvo prioritário.”

A campanha do adversário da ultradireitista Marine Le Pen citou como evidência os resultados de um estudo da empresa de segurança Trend Micro, que disse ter encontrado provas de que um grupo espião teria atacado a campanha do candidato.

Analistas acreditam que grupo de hackers seja o Pawn Storm, que foi responsabilizado pelos ataques aos e-mails da candidata democrata nas eleições americanas de 2016, Hillary Clinton. / REUTERS e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.