1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Equipes de resgate ampliam área de buscas do avião da Malaysia Airlines

EFE

11 Março 2014 | 06h 20

Avião, que sobrevoava o Golfo da Tailândia, está desaparecido há mais de três dias

KUALA LUMPUR - As equipes de resgate ampliaram nesta terça-feira a área de buscas do avião da Malaysia Airlines, desaparecido há mais de três dias quando sobrevoava o Golfo da Tailândia, que agora incluem o litoral da ilha de Sumatra, na Indonésia, e Hong Kong.

Uma frota internacional com 40 navios e 24 aviões participa das operações que cobrem uma superfície de 500 mil milhas náuticas quadradas (1,71 milhões de quilômetros quadrados), mas que, até o momento, não deram resultados.

As autoridades malaias descartaram ontem que alguns destroços do avião tivessem sido achados e os testes de laboratório determinaram que uma amostra de óleo recolhida no mar não pertence ao B-777, mas de combustível de um cargueiro.

"Ainda é uma operação de busca e resgate", disse ontem à noite o diretor-geral de Aviação Civil da Malásia, Azharuddin Abdul Rahman.

"Infelizmente, não encontramos nada que pareça ser do avião nem o próprio avião", disse Azharuddin em uma entrevista coletiva anterior.

Enquanto isso, agências de inteligência de vários países participam de uma investigação que se concentra em esclarecer uma possível mudança de rota do avião, sem que o piloto tivesse comunicado ou enviado uma mensagem de alerta, e também a presença de passageiros com passaportes falsos.

Azharuddin disse que as duas pessoas que embarcaram com documentação falsa poderiam pertencer a uma quadrilha de ladrões de passaportes.

Os dois embarcaram com identidades falsas, as do italiano Luigi Maraldi e do austríaco Christian Kozel, que tiveram seus passaportes roubados na Tailândia em 2013 e 2012, respectivamente.

O voo MH370 decolou de Kuala Lumpur às 0h41 locais (13h41 de Brasília da sexta-feira) e tinha previsão de chegada em Pequim cerca de seis horas mais tarde, mas desapareceu do radar uma hora depois da decolagem.

No avião havia 239 ocupantes, 227 passageiros, entre eles duas crianças, e uma tripulação de 12 malaios.

  • Tags: