1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Estudante judeu norte-americano desaparece em Israel

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2014 | 15h 52

A polícia de Israel informou nesta terça-feira que procura um estudante religioso norte-americano que desapareceu quando fazia uma caminhada numa floresta nas proximidades de Jerusalém na semana passada. Aharon Sofer, de 23 anos, de Lakewood, Nova Jersey, foi visto pela última vez na sexta-feira, disse o porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld.

Segundo ele, a polícia estuda todas as possibilidades em sua investigação, o que inclui a hipótese de que Sofer tenha sido vítima de um ataque de militantes palestinos.

Rosenfeld disse que a polícia lançou uma grande e ampla busca por Sofer, que é estudante ultraortodoxo de uma yeshiva, uma escola religiosa judaica. Os pais de Sofer foram para Israel.

Rosenfeld disse que Sofer estava com um amigo quando desapareceu durante uma caminhada numa floresta de Jerusalém. Ele disse que as autoridades interrogaram o amigo e "olham para todas as direções" em busca de Sofer.

O deputado republicano Chris Smith e outros políticos de Nova Jersey participaram de uma coletiva de imprensa nesta terça-feira para atrair atenção para o estudante desaparecido. Smith escreveu para o secretário de Estado John Kerry pedindo ajuda para as buscas.

Durante a reunião em Lakewood, nesta terça-feira, o irmão do jovem desaparecido, Yaahkov Sofer, pediu "por favor, tragam meu irmão de volta". Ele recusou-se a falar mais sobre o irmão, que é um dos dez filhos da família, cujo pai é um rabino e a mãe trabalha na administração de uma escola.

A crise entre israelenses e palestinos se intensificou nas últimas semanas com a guerra entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza, que começou em 8 de julho.

Na terça-feira, os dois lados anunciaram ter chegado a um acordo para um cessar-fogo ilimitado para a guerra, cuja origem está no sequestro e assassinato de três adolescentes israelenses na Cisjordânia por integrantes do Hamas.

Numa aparente vingança, israelenses de direita sequestraram e queimaram até a morte um jovem palestino perto de Jerusalém no início de julho. Fonte: Associated Press.