1. Usuário
Assine o Estadão
assine


EUA anunciam sanções contra cidadãos russos e da Crimeia

O Estado de S. Paulo

06 Março 2014 | 10h 09

Segundo a Casa Branca, será proibido conceder visto a pessoas 'que ameaçam a soberania da Ucrânia'

WASHINGTON - Os EUA decidiram impor sanções a cidadãos russos e da Crimeia após o Parlamento da Crimeia decidir fazer parte da Rússia e chamar um referendo para o dia 16. Segundo a Casa Branca, serão impostas restrições aos vistos das pessoas "que ameaçam a soberania e a integridade territorial da Ucrânia."

O presidente Barack Obama assinou nesta quinta-feira, 6, uma ordem autorizando a aplicação de sanções a "pessoas e entidades responsáveis por atividades que prejudiquem os processos democráticos e instituições na Ucrânia".

Entre as medidas está a proibição de conceder vistos a pessoas envolvidas em violações dos direitos humanos relacionados com a opressão política no país europeu. Em um comunicado divulgado pelo secretário de Imprensa, Jay Carney, o governo americano impôs restrições de vistos a funcionários do governo russo.

Potências ocidentais debatem respostas ao avanço russo na Crimeia. A Casa Branca advertiu também que os Estados Unidos estão preparados para impor sanções adicionais aos russos, caso seja necessário.

Antes de adotar essas restrições, os EUA suspenderam as discussões bilaterais com a Rússia e avisaram que não iriam comparecer na reunião do G7, marcada para o mês de junho, em Sochi./ AP