1. Usuário
Assine o Estadão
assine


EUA devem enviar aviões de monitoramento à Síria

Estadão Conteúdo

25 Agosto 2014 | 20h 25

O objetivo seria preparar uma possível expansão dos ataques aéreos dos EUA para além do Iraque, afirmaram autoridades norte-americanas

Reuters
Autoridades dos EUA já teriam conduzido algumas viagens secretas com drones e aeronaves tripuladas sobre a Síria no passado

O Pentágono está se preparando para enviar aeronaves de monitoramento, inclusive drones, para sobrevoarem o espaço aéreo sírio e coletarem informações sobre alvos do Estado Islâmico. O objetivo seria preparar uma possível expansão dos ataques aéreos dos EUA para além do Iraque, afirmaram autoridades norte-americanas.

A medida representa o reconhecimento de que os esforços de coleta de informações dos EUA devem ser aumentados para fornecerem um quadro melhor da ameaça imposta pelo grupo extremista, que controla grandes partes dos territórios iraquiano e sírio.

"O Pentágono está se preparando para conduzir voos de reconhecimento sobre a Síria", informou uma autoridade de alto escalão dos EUA. "Ainda não há decisão sobre ataques, mas para ajudar a tomar essa decisão, queremos ter o maior conhecimento possível da situação." A coleta de informações por aviões complementaria os dados fornecidos por satélites e informantes, disseram as autoridades.

De acordo com os oficiais, o sistema de defesa aérea no leste da Síria não representa uma ameaça porque os sensores são localizados em áreas muito esparsas ou estão inoperantes. Os drones poderiam entrar no espaço aéreo sírio sem qualquer aprovação do regime que governa o país ou autorização.

Autoridades dos EUA já teriam conduzido algumas viagens secretas com drones e aeronaves tripuladas sobre a Síria no passado, inclusive durante uma operação de julho que tentou resgatar um grupo de norte-americanos mantidos reféns pelo Estado Islâmico. A missão, que recebeu cobertura de aviões militares, falhou porque as vítimas capturadas já haviam sido movidas. Fonte: Dow Jones Newswires.