Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » EUA e Indonésia assinam onze acordos comerciais

Internacional

Darren Whiteside/AFP

EUA e Indonésia assinam onze acordos comerciais

Valor é estimado em US$ 10 bilhões e envolve setores de energia e defesa

0

O Estado de S.Paulo

21 Abril 2017 | 03h06

BANGKOK - O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, anunciou nesta sexta-feira, 21, a assinatura de onze acordos entre empresas dos setores energético e de defesa dos Estados Unidos com a Indonésia.

O valor dos acordos é estimado em US$ 10 bilhões. O anúncio foi feito no fim da visita do vice-presidente à principal economia do Sudeste Asiático. 

As negociações incluíram a venda de gás natural da ExxonMobil à companhia petrolífera da Indonésia Pertamina, a construção de obras no país por um consórcio liderado pela General Electric e a venda de equipamentos da Lockheed Martin para caças indonésios.  

"Esses acordos mostram a tremenda expectativa que as empresas norte-americanas sentem com as oportunidades aqui na Indonésia", disse Pence em um encontro com empresários em Jacarta. 

Pence voltou a pressionar o país a realizar as reformas necessárias para garantir um intercâmbio comercial livre e justo entre os dois países. Ele lamentou os obstáculos que algumas empresas dos EUA enfrentam por falta de transparência na nação asiática. 

A Indonésia está na "lista negra" comercial de Donald Trump. A companhia norte-americana Freeport-McMoran, que gere a maior mina de cobre do mundo na província de Papua, está em uma prolongada disputa com o governo indonésio. 

O comércio bilateral alcançou US$ 29 bilhões em 2016, com as vendas indonésias baseadas em calçados, produtos têxteis e de pesca. Já os EUA exportaram produtos ligados ao setor aeronáutico, de maquinários e soja. 

O vice-presidente viaja na sexta em direção à Austrália, onde realiza uma visita no sábado que encerra o tour de 10 dias. Pence visitou ainda a Coreia do Sul e o Japão. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.