AFP PHOTO / HO / TALBISSEH YOUTUBE CHANNEL
AFP PHOTO / HO / TALBISSEH YOUTUBE CHANNEL

EUA e Rússia fecham acordo para evitar incidentes na Síria

Entre os protocolos previstosestão o estabelecimento de frequência de rádio e de uma linha  privada entre Moscou e Washington

O Estado de S. Paulo

20 Outubro 2015 | 16h41

WASHINGTON - O Pentágono afirmou nesta terça-feira, 20, ter fechado um acordo com o governo da Rússia para diminuir os riscos de incidentes durante as operações militares dos dois países na Síria. 

De acordo com o porta-voz Peter Cook, alguns trechos do pacto serão preservados em sigilo. Ele designa protocolos de segurança para a ação de caças dos dois países, que têm bombardeado o Estado Islâmico e outros grupos rebeldes que lutam contra o líder sírio Bashar Assad. 

Entre os protocolos previstos, segundo o Pentágono, estão o estabelecimento de frequências de comunicação e de uma linha de comunicação privada entre os comandos militares de Moscou e Washington.  Ainda de acordo com o porta-voz, o acordo não inclui cooperação militar nem divisão de informação. 

A Síria começou a bombardear a Síria no começo do mês com o objetivo de combater o EI e outros grupos terroristas. O governo americano diz que Moscou privilegia nesses ataques outros grupos rebeldes como modo de defender Assad. Um número limitado desses grupos contam com apoio tácito das potências ocidentais.  / AP

Mais conteúdo sobre:
Síria EUA Rússia Estado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.