EUA pediram ao Qatar para censurar vídeo de Bin Laden

A rede de televisão CNN informou que o governo do emirado do Qatar recusou um pedido feito pela embaixada dos EUA para que impedisse a emissora Al Jazeera de levar ao ar a gravação do líder terrorista Osama bin Laden. Segundo a CNN, um alto funcionário do departamento de Estado disse que os EUA foram informados pelo governo do Qatar sobre a existência do vídeo. O governo do emirado também deu uma cópia da gravação a funcionários norte-americanos. Depois disso, disse a CNN, o embaixador dos EUA pediu que o governo do Qatar impedisse a Al Jazeera de transmitir a gravação, sob o argumento de que um terrorista não deveria poder usar a televisão como plataforma para divulgar suas declarações. O pedido foi negado. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

29 Outubro 2004 | 21h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.