EUA revêem Orçamento, reduzindo superávit

A comissão de Orçamento da Câmara e do Senado dos EUA divulgaram nesta quinta-feira suas revisões formais sobre o superávit orçamentário. A previsão para o ano fiscal de 2002 é de um superávit orçamentário de US$ 52 bilhões, uma queda de US$ 176 bilhões em relação a estimativa anterior divulgada pelo Escritório Orçamentário do Congresso em agosto. Ao longo da próxima década, o superávit federal deverá somar US$ 2,6 trilhões, uma queda de US$ 3,4 trilhões em relação a previsão de agosto. Essa revisão dramática das expectativas de superávit orçamentário foi feita considerandos os efeitos dos ataques terroristas do dia 11 nos EUA. Os novos dados refletem as novas expectativas para a economia dos EUA, que pioraram desde os ataques, e diversas medidas de investimentos foram adotados pelo Congresso para responder aos seus efeitos. As novas estimativas não incluem os custos do pacote de estímulo econômico que está sendo debatido no Congresso, que deverá ser votado no final deste mês. Espera-se que esse pacote some entre US$ 50 bilhões e US$ 75 bilhões, tornando provável que o governo federal venha a registrar um déficit no ano fiscal de 2002. O novo ano fiscal começou no dia 1º de outubro.

Agencia Estado,

04 Outubro 2001 | 19h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.