Ex-governador venezuelano seqüestrado perto da Colômbia

Um ex-governador venezuelano foi seqüestrado por homens armados perto da fronteira com a Colômbia, informou neste sábado a imprensa local. Sergio Calderón, um dirigente do Partido Social Cristão e ex-governador de Táchira, foi capturado na sexta-feira, junto com a esposa e dois filhos, em sua fazenda no sul de Táchira, a 650 km a sudoeste de Caracas, disse o jornal El Universal. O chefe da polícia judiciária do estado fronteiriço de Táchira, José Márquez, disse que os homens estavam armados e usando roupas civis. A esposa e os dois filhos de Calderón foram mais tarde deixados em uma estrada a 50 km da fronteira colombiana. Não se sabe se foram feridos pelos seqüestradores. O ex-governador é um dos mais radicais opositores do presidente venezuelano, Hugo Chávez. O presidente da Associação Nacional dos Criadores de Gado, José Luis Betancourt, denunciou que o número de seqüestros aumentou de modo alarmante nos últimos meses no país. Os criadores de gado culpam o governo Chávez por não fazer nada para impedir as incursões de guerrilheiros e outros grupos armados colombianos na região.

Agencia Estado,

27 Julho 2003 | 00h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.