Ex-mulher de Berlusconi quer US$ 65 mi de pensão

A ex-mulher do primeiro-ministro da Itália, a ex-atriz Veronica Lario, está pedindo 43 milhões euros (US$ 65 milhões) por ano de pensão, num caso de separação e divórcio que ela abriu contra o premiê após Silvio Berlusconi ter se envolvido numa série de escândalos sexuais. Segundo o jornal milanês "Corriere Della Sera", o maior da Itália, Berlusconi rejeitou o pedido de pensão da ex-esposa e o caso irá aos tribunais.

AE-AP, Agencia Estado

26 Novembro 2009 | 16h55

A advogada de Veronica Lario, Maria Cristina Morelli, não quis comentar a reportagem. O pedido de pensão, parte dos procedimentos de separação, poderá ser superior a 3,5 milhões de euros (US$ 5,3 milhões) por mês. Na Itália, os casais precisam estar legalmente separados antes que o divórcio seja dado.

O jornal, citando "fontes sob anonimato", disse que Berlusconi, o segundo homem mais rico da Itália, fez uma contraproposta de 200 mil euros mensais, indicando possibilidade de chegar a 300 mil euros por mês.

Berlusconi, de 73 anos, foi listado pela revista Forbes como o 70º homem mais rico do mundo, com uma fortuna pessoal de US$ 6,5 bilhões.

Escândalos

Lario, uma ex-atriz de 52 anos, disse no começo deste ano estar farta com os casos extraconjugais de Berlusconi e disse que pediria o divórcio. Os escândalos aconteceram em várias festas e jantares na casa de praia de Berlusconi na Sardenha e na casa do primeiro-ministro em Roma. Veronica Lario vive em Milão.

Um empresário de Bari, no sul da Itália, foi detido num caso de tráfico e consumo de cocaína. Ele disse ter contratado 30 mulheres para participar das festas de Berlusconi. Entre as convidadas estava uma prostituta de luxo, Patrizia D''Addario, que afirmou ter passado uma noite com o premiê em Roma. Berlusconi, que diz "não ser santo", negou ter pago por sexo. Ele não está sob investigação no escândalo.

Berlusconi e Veronica Lario se casaram em 1990, após terem vivido vários anos juntos. Ela foi a segunda esposa do magnata italiano. O filho e as duas filhas do casal ocupam cargos de destaque no Fininvest, grupo empresarial de Berlusconi. O primeiro-ministro tem dois outros filhos do primeiro casamento.

Segundo o Corriere, Berlusconi deu a Lario entre 60 milhões e 70 milhões de euros, aparentemente para ela gastar com os filhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.