Exército paquistanês aperta cerco contra Taleban no Waziristão

Após 'estabelecer contato físico' com insurgentes, tropas pretendem ecerrar 1ª fase da ofensiva em breve

Efe,

14 Novembro 2009 | 11h55

O Exército do Paquistão, que nas últimas horas conseguiu estabelecer "contato físico" a partir de dois eixos de batalha, completará a primeira fase de sua operação na região tribal do Waziristão do Sul nos "próximos dias", afirmou neste sábado, 14, uma fonte militar.

 

"Estabelecemos contato a partir de dois eixos de avanço no Waziristão. É um desenvolvimento muito importante. Varremos o território e fechamos os insurgentes. É questão de poucos dias para que as tropas que avançam do terceiro eixo cheguem ao ponto de encontro", disse o tenente-coronel Basir Haider.

 

Segundo a fonte, quando isso acontecer "estará completada" a primeira fase da operação que se desenvolve há quatro semanas no nordeste do distrito na fronteira com o Afeganistão. No entanto, o porta-voz militar admitiu que haverá incidentes violentos durante muito tempo, embora a ofensiva passe a um "low profile". "Enfrentaremos a focos de resistência insurgente durante meses", admitiu.

 

Em comunicado, o comando paquistanês detalhou que as forças governamentais se encontraram, em seu progresso, a partir dos eixos de Shakai-Kaniguram e Razmak-Makeen, nos quais houve os combates mais intensos das últimas 24 horas.

 

De acordo com a nota, os mais recentes enfrentamentos no Waziristão causaram a morte de sete insurgentes, enquanto quatro soldados ficaram feridos. Desde o início da ofensiva, pelo menos 534 fundamentalistas e 63 soldados morreram, segundo cálculos militares que não têm comprovação independente e não incluem civis.

Mais conteúdo sobre:
Taleban Paquistão ofensiva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.