Explosão de carro-bomba mata 15 e fere 25 no Paquistão

Um militante suicida a bordo de um veículo repleto de explosivos atacou hoje uma movimentada rua comercial de Charsadda, no noroeste do Paquistão, matando pelo menos 15 pessoas e ferindo 25, informou a polícia local. Charsadda fica a cerca de 40 quilômetros de Peshawar, no turbulento noroeste paquistanês. O atentado de hoje foi o terceiro ataque em grande escala em apenas três dias em Peshawar e seus arredores.

AE-AP, Agencia Estado

10 Novembro 2009 | 11h46

Militantes islâmicos intensificaram suas ações no Paquistão no decorrer das últimas semanas em retaliação a uma ofensiva militar contra insurgentes estabelecidos em áreas semiautônomas ao longo da fronteira com o Afeganistão. "Temos informações segundo as quais 15 pessoas morreram e entre 25 e 30 ficaram feridas. A explosão ocorreu por volta das 16 horas locais (9 horas no horário de Brasília)", disse o comandante da polícia de Charsadda, Mohammad Riaz Khan.

"O lugar é movimentado. Ali fica cheio de gente até mesmo durante a noite. O ataque ocorreu no mercado principal", prosseguiu Khan. Ele negou que tenha ocorrido falha na segurança. "Eu mesmo passei por ali um minuto antes da explosão", relatou. Ainda segundo Khan, a explosão do carro-bomba "certamente" foi provocada por um militante suicida.

Mais conteúdo sobre:
Paquistão carro-bomba explosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.