1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Explosões deixam ao menos 19 mortos no Iraque

Agência Estado

08 Junho 2014 | 09h 53

Pelo menos 19 pessoas morreram numa dupla explosão ocorrida diante do escritório de um partido curdo na cidade iraquiana de Jalula, localizada 125 quilômetros a noroeste de Bagdá, neste domingo, segundo autoridades iraquianas.

Policiais relataram que o ataque ocorreu de manhã (pelo horário local), quando um suposto militante suicida detonou um colete carregado de explosivos diante do portão do escritório da União Patriótica do Curdistão (PUK, na sigla em inglês), em Jalula. Minutos depois, um carro-bomba explodiu nas proximidades quando forças de segurança chegaram ao local para apurar a ocorrência da primeira explosão.

Além dos 19 mortos, outras 65 pessoas ficaram feridas no duplo atentado. Entre as vítimas fatais, estava um oficial de polícia graduado e seus quatro guarda-costas. Várias casas e veículos foram danificados pelas explosões.

A PUK é liderada pelo presidente iraquiano, Jalal Talabani, que está internado em um hospital na Alemanha para tratar problemas de saúde.

O ataque de hoje veio um dia após uma série de atentados a bomba e conflitos no Iraque causarem a morte de ao menos 73 pessoas.

O Iraque enfrenta hoje sua pior onda de violência desde os confrontos sectários de 2006 e 2007, quando o país esteve à beira da guerra civil, apesar da presença de dezenas de milhares de soldados dos EUA.

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que maio foi o mês mais fatal no Iraque neste ano, com 799 pessoas mortas em episódios de violência, incluindo 603 civis. Fonte: Associated Press.