FBI diz que caso de Virgínia não é de antraz

A Polícia Federal dos Estados Unidos (FBI) informou hoje que o homem examinado em um hospital de Virgínia não está contaminado pela doença antraz. Segundo o porta-voz do FBI, Paul Bresson, o FBI está investigando a propagação da bactéria no território norte-americano. Leia o especial

Agencia Estado,

09 Outubro 2001 | 12h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.