Seth Wenig/AP
Seth Wenig/AP

Feriados muçulmanos integrarão calendário escolar de Nova York

Prefeito anunciou medida, que entra em vigor no próximo ano letivo, como uma 'questão de justiça'

O Estado de S. Paulo

05 Março 2015 | 11h29

NOVA YORK - A cidade de Nova York será a primeira grande metrópole dos EUA a fechar as escolas públicas durante dois feriados muçulmanos. A decisão foi anunciada pelo prefeito Bill de Blasio na quarta-feira 4.

Diversos municípios americanos, como Massachusetts, Michigan e New Jersey, adotam os feriados do Eid al-Fitr e Eid al-Adha no calendário escolar há alguns anos. O democrata De Blasio descreveu que a medida é "uma questão de justiça" e entrará em vigor no próximo ano letivo.

Para grupos muçulmanos, o anúncio é uma vitória tentada há muitos anos. "Quando esses feriados são reconhecidos, é um sinal de que os muçulmanos têm um papel na vida política e social americana", afirmou o porta-voz do Conselho de Relações América-Islâmicas, Ibrahim Hooper.

Um grupo muçulmano de Nova York ficou nove anos pressionando o governo pela inclusão dos feriados no calendário escolar, que já reconhece feriados judaicos e cristãos. Os muçulmanos são cerca de 10% dos estudantes de escolas públicas na cidade, de acordo com um estudo de 2008 da Universidade de Columbia. /NYT

Mais conteúdo sobre:
Nova York muçulmanos Bill de Blasio EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.