Michaela Rehle/Reuters
Michaela Rehle/Reuters

Festival de rock neonazista leva seis mil a cidade na Alemanha

Show ocorreu em Themar, pequena localidade no Estado alemão da Turíngia, com apenas três mil habitantes

O Estado de S. Paulo

16 Julho 2017 | 19h08

Um festival de rock que celebra a doutrina neonazista levou 6 mil pessoas neste fim de semana a Themar, uma pequena localidade no Estado alemão da Turíngia com apenas 3 mil habitantes. Segundo o jornal espanhol El País, o concerto tinha como lema “Rock contra a desnacionalização”. Mil agentes policiais estiveram presentes no evento, que transcorreu sem incidentes. 

Os moradores de Themar tentaram impedir judicialmente a realização do show, mas não conseguiram. Eles se rebelaram contra a presença dos neonazistas, que chegaram à cidade vestidos com camisas em que se lia “Tomar Themar”, “Pássaros Livres” e “A Terceira Via”. No caminho até a tenda onde ocorreu o evento, eles se depararam com cartazes e manifestações pacíficas da população. Uma missa ecumênica também foi realizada e os proprietários de pensões decidiram fechar seus negócios para não acomodar os forasteiros. 

O terreno para o evento foi cedido por Bodo Dressel, ex-militante do partido de extrema direita Alternativa para a Alemanha, a Tommy Frenck, cozinheiro de 30 anos conhecido por simpatizar com a causa neonazista. A dupla anunciou outro show semelhante para o dia 29 de julho. 

Mais conteúdo sobre:
Alemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.