Fidel faz visita não anunciada à Síria

O presidente de Cuba, Fidel Castro, iniciou hoje uma visita não anunciada à Síria, como parte de um giro para estreitar vínculos com novos e antigos aliados do Oriente Médio e Ásia. Fidel, de 74 anos, chegou a Damasco procedente do Catar, acrescentando a Síria à lista de países que vem visitando desde o dia 6, incluindo Argélia, Irã e Malásia. O presidente sírio, Bashar Assad, recebeu Fidel no aeroporto e o visitante foi conduzido depois a uma residência para convidados especiais. Segundo a televisão estatal, os dois mandatários se reunirão a portas fechadas para discutirem temas regionais e mundiais, como também as relações bilaterais.

Agencia Estado,

15 Maio 2001 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.