Filho mais novo de Saddam vai liderar partido governista

Qusai Hussein,, o segundo filho do presidente da Iraque, Saddam Hussein, foi eleito para a liderança do partido governista, aumentando significativamente suas chances de suceder o pai. Os iraquianos ficaram surpresos na noite de quinta-feira quando a televisão estatal divulgou que o filho mais velho do presidente, Odai Hussein, não havia sido eleito para o Comando Regional Iraquiano, o executivo do Partido Baath, num congresso em Bagdá. Odai, 36 anos, há muito vinha sendo considerado o provável sucessor do pai, mesmo ele não detendo uma alta posição no Baath ou no governo. O Baath iraquiano é semelhante ao partido irmão na Síria, onde Bashar Assad sucedeu o pai na presidência do país em julho último, apesar de ele não ter tido um alto cargo tanto no partido quanto no governo. Como esperado, o congresso em Bagdá reelegeu Saddam como secretário-geral do partido. Saddam abriu os trabalhos com um discurso aconselhando os mais de 300 delegados como votar. "Não elejam aqueles que não consideram a derrota uma vergonha", disse Saddam. Já a eleição para o Comando Regional Iraquiano, de 18 cadeiras foi secreta. A televisão divulgou que 24 candidatos se apresentaram, mas identificou apenas aqueles que venceram. Não se sabe se Odai concorreu. Entre os oito novos membros eleitos, a grande surpresa foi Qusai, 34 anos. Ao contrário de seu playboy irmão mais velho, Qusai tem um perfil baixo na vida pública. É dito que a maioria dos iraquianos não o reconheceria. Mas ele controla duas poderosas unidades militares, a Guarda Republicana, de elite, e a Organização de Segurança Especial, que protege Saddam. Ele é casado com a filha de um general e tem três filhos.

Agencia Estado,

18 Maio 2001 | 17h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.