Fim de campanha, Uruguai pode ter 1º presidente de esquerda

Foi encerrada a campanha presidencial que pode colocar o primeiro homem de esquerda na Presidência do Uruguai. O último showmício foi feito pelo candidato em segundo lugar nas pesquisas, Jorge Larrañaga, do Partido Nacional (também conhecido como Partido Blanco), na praia de Pocitos, em Montevidéu. O encontro foi realizado um dia depois de o médico Tabaré Vázquez, da coalizão Encontro Progressista-Frente Ampla, favorito desta corrida eleitoral, reunir uma multidão recorde, estimada em 200 mil pessoas, em um ato no centro da cidade. Pesquisas eleitorais Os levantamentos, como os do Grupo Radar e do Equipos Mori, informam que não deverá haver segundo turno nas eleições, como era a grande esperança de Larrañaga, senador e ex-prefeito da cidade de Paysandu (a 370 km de Montevidéu). Ouvidos pela BBC Brasil os analistas Ignacio Zuasnabar, da Equipos Mori, e Daniel Chasquetti, do Grupo Radar, apresentaram números diferentes para este domingo. "Tabaré vencerá, mas com percentual apertado em torno dos 52,5% dos votos. Ou seja, apenas 2,5 pontos a mais que os exigidos pela Justiça Eleitoral", disse Zuasnabar. Para Chasquetti, o resultado não será tão apertado e o candidato favorito ficaria com 56% dos votos.

Agencia Estado,

29 Outubro 2004 | 12h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.