EFE
EFE

Fortes nevascas causam dezenas de mortes no Afeganistão e Paquistão

Estradas bloqueadas dificultam o trabalho das equipes de resgate nos dois países

O Estado de S.Paulo

05 Fevereiro 2017 | 08h06

O número de mortes causadas pelas nevascas no Afeganistão aumentou para 44 neste domingo, 5. Estradas permanecem fechadas pelo segundo dia consecutivo, dificultando o trabalho de resgate, disseram fontes oficiais à agência de notícias espanhola Efe. Tempestades de neve têm afetado 19 das 34 províncias afegãs no leste, sul e noroeste país, disse o porta-voz do Ministério de Gestão de Calamidades, Omar Mohammadi.  

O porta-voz afirmou ainda que 50 casas foram destruídas pelas avalanches e deslizamentos de terra, que também provocou a morte de 600 cabeças de gado. Na província de Parwan, na fronteira com Cabul, 12 pessoas morreram em duas avalanches. 

Em 2016, naquela que foi uma das piores tempestades de neve dos últimos 30 anos no Afeganistão, pelo menos 245 pessoas morreram e 66 ficaram feridas.

Paquistão

O porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres Nacional (NDMA), Ahmed Kamal, disse em um comunicado que uma avalanche atingiu na madrugada deste domingo,5, oito casas em Chitral e matou nove pessoas. Três pessoas ficaram feridas e cinco estão desaparecidas. Segundo Kamal, as estradas na área estão bloqueadas depois de dois dias de neve, prejudicando o trabalho de salvamento, que envolveu a polícia e um corpo paramilitar. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Cabul Afeganistão Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.