França começa a expulsar da escola meninas que usam véu

Sem alarde, o governo francês começa a expulsar das escolas públicas as meninas muçulmanas que desafiaram a lei e continuam a usar véus nos estabelecimentos de ensino. Cinco meninas foram expulsas em dois dias, na primeira aplicação da medida desde que a lei entrou em vigor, em 2 de setembro. As expulsões não foram alardeadas para não pôr em risco a vida de dois jornalistas franceses que continuam em poder de seqüestradores no Iraque. Depois de audiências disciplinares, autoridades decidiram expulsar nesta quarta-feira duas jovens de 17 anos de escolas na cidade de Mulhouse e uma terceira em Flers. "Destruíram minha vida", disse uma menina de 12 anos ao jornal Le Monde depois de ela e uma colega terem sido expulsas, terça-feira, em Mulhouse. "O que eles querem é ver a gente de calça justa, como as outras moças", diz ela, segundo o jornal.

Agencia Estado,

20 Outubro 2004 | 16h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.