França encontra mísseis em suposto arsenal do ETA

Investigadores franceses disseram ter apreendido mísseis antiaéreos portáteis de fabricação russa no arsenal utilizado pelo grupo separatista ETA (Pátria Basca e Liberdade), em mais um duro golpe contra a organização, que viu seu líder político ser detido no último fim de semana. Os mísseis terra-ar SAM-7, de curto alcance, ainda estavam em suas caixas de fábrica quando foram recuperados na noite de segunda-feira de arsenais subterrâneos construídos sob casas nas cidades de Urrugne e Briscous, no sudoeste da França, informa a polícia. Acredita-se que o ETA, que na Espanha é acusado por mais de 800 mortes desde o fim da década de 60, tenha comprado o armamento nos anos 80, prosseguiu a polícia. Entretanto, o grupo nunca utilizou esse tipo de arma em seus atentados. Além dos mísseis, a polícia encontrou 400 kg de dinamite, centenas de quilogramas de produtos químicos para a fabricação de bombas, 40.000 pentes e cintas de munição, milhares de detonadores e dezenas de armas de fogo, inclusive fuzis de assalto. A polícia também apreendeu vasta documentação.

Agencia Estado,

05 Outubro 2004 | 16h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.