Firdia Lisnawati/AP
Firdia Lisnawati/AP

Fumaça do vulcão em Bali diminui; voos são retomados

Especialistas afirmam que ainda há riscos para novas erupções

Associated Press

04 Dezembro 2017 | 03h06

As densas colunas de fumaça do vulcão Mount Agung, em Bali, foram reduzidas a finas nuvens de vapor, fazendo com que as companhias aereas australianas que haviam cancelado alguns vôos no fim de semana para a ilha resort retomassem seus horários quase que em toda sua normalidade.

A Agência de Contenção de Desastres da Indonésia disse nesta segunda-feira, 04, que o vulcão permanece em seu nível de alerta mais alto, mas a maior parte de Bali é segura para turistas.

A zona de exclusão ao redor do vulcão ainda se estende por 10 quilômetros da cratera em algumas direções. Mais de 55 mil pessoas estão vivendo em abrigos.

+++ Cientistas estudam vulcão gigante nas profundezas do oceano

As companhias aéreas Jetstar e Virgin Australia, que cancelaram vôos durante o fim de semana, mesmo com a diminuição da nuvem de fumaça, disseram que retomarão seus serviços apenas hoje.

O centro de monitoramento de cinzas vulcânicas da região em Darwin, na Austrália, parou de emitir avisos para o Agung, refletindo que atualmente ele não representa uma ameaça para as aeronaves. E que retomaria os avisos se houver outra erupção.

Dezenas de milhares de turistas ficaram presos na ilha quando o aeroporto internacional de Bali foi fechado por quase três dias na semana passada.

Os vulcanólogos do governo indonésio afirmam que a cratera do Agung está mais de um terço cheia de lava e que ainda há um alto risco para novas erupções.

+++ Indonésia retira 100.000 pessoas da área de vulcão

 

As últimas grandes erupções do vulcão ocorridas em 1963 mataram mais de 1.100 pessoas e ele permaneceu ativo por mais de um ano.

David Boutelier, um geólogo da Universidade de Newcastle na Austrália, disse que a chance de uma explosão violenta ainda é "muito alta", mas provavelmente não é tão alta como há várias semanas, porque a pressão está sendo liberada. /AP

 

Mais conteúdo sobre:
Vulcão Indonésia [Ásia] Ilha de Bali

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.