Garoto de 13 anos é o alpinista mais jovem a escalar o Everest

Recorde anterior era do nepalês Temba Tsheri, que realizou o feito aos 16 anos

Efe,

22 Maio 2010 | 14h31

O americano Jordan Romero se transformou neste sábado, 22, aos 13 anos, no montanhista mais jovem da história a alcançar o topo do Everest, batendo por três anos o recorde do nepalês Temba Tsheri, que em 2001, aos 16 anos, subiu a maior montanha do planeta (8.848 metros).

 

"A equipe confirmou que está no topo do Everest, o mais alto do mundo. O sonho foi realizado. Todos estão felizes. Agradeceram a todos que os apoiaram durante a expedição", informa o site do jovem montanhista.

 

Na equipe que acompanhava Jordan Romero, e que partiu do Tibete para subir pela face norte, estava seu pai, Paul Romero, que é um especialista em medicina e fisiologia, e sua treinadora e madrasta, Karen Lundgren.

 

Romero já pensa agora em um novo desafio, escalar o monte Vinson, na Antártida.

 

Em uma conversa com a Agência Efe, antes de partir ao Tibete, Jordan explicou que seu objetivo era motivar outros jovens a praticar esportes e evitarem o sobrepeso.

 

"Também faço isto um pouco por mim, para fazer algo grande", precisou.

Nascido em 12 de julho de 1996, Romero segue adiante com seus planos de subir os outros topos do mundo: as montanhas mais altas de cada um dos continentes. Só falta Vinson. 

 

A ideia de subir as sete cúpulas ocorreu a Jordan quando, aos nove anos, viu um mural em sua escolado Big Bear (Califórnia, EUA) e falou para os pais sobre o sonho.

 

O garoto adora "adrenalina". É praticante também de skate e snowboard.

Mais conteúdo sobre:
monte everest garoto alpinista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.