General Yudhoyono é eleito presidente na Indonésia

O general Susilo Bambang Yudhoyono obteve uma confortável vitória nas primeiras eleições diretas da história da Indonésia, revelam os resultados oficiais. Yudhoyono obteve o aval dos eleitores em meio a promessas de combater o terrorismo e reativar a economia. O candidato, educado nos Estados Unidos, tomará posse em 20 de outubro. Os governos estrangeiros e o mercado financeiro parecem ansiosos por saber como ele pretende enfrentar os problemas que afetam a maior nação muçulmana do planeta, com 210 milhões de habitantes. Os resultados oficiais das eleições de 20 de setembro mostram vitória de Yudhoyono com 60,62% dos votos, à frente de Megawati Sukarnoputri, candidata à reeleição. Ela conseguiu 39,38% dos votos. Um total de 115 milhões de eleitores participou do pleito. "Se esse for realmente o resultado, eu agradeço ao povo da Indonésia", declarou Yudhoyono a jornalistas em sua primeira entrevista coletiva depois de ser declarado vencedor. "Nossa principal plataforma será a reconciliação e o trabalho em conjunto num ambiente democrático pelo futuro do país." A equipe de campanha cancelou os planos de se fazer um discurso de aceitação na noite de hoje porque Megawati não concedeu publicamente a derrota, disseram assessores do general da reserva.

Agencia Estado,

04 Outubro 2004 | 16h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.