EFE/Manaure Quintero
EFE/Manaure Quintero

Governo brasileiro condena violenta repressão de protestos na Venezuela

Em nota, o Itamaraty diz que "responsabilidade cabe a Caracas, por tratar a liberdade de expressão e de opinião como ameaça e incentivar a ação armada"

O Estado de S.Paulo

20 Abril 2017 | 23h36

BRASÍLIA - O governo brasileiro divulgou nesta quinta-feira uma nota na qual condena a violenta repressão pelas autoridades venezuelanas das manifestações realizadas em defesa da restauração das liberdades democráticas. Também disse que "lamenta profundamente a ocorrência de mortes e estende suas condolências aos familiares das vítimas".  "A responsabilidade primária pela violência cabe ao governo venezuelano, por tratar a liberdade de expressão e de opinião como ameaça e por incentivar a ação armada contra manifestações."

"O Brasil reitera a exortação ao governo venezuelano para que atue com moderação, de forma a criar as condições para a pacificação e para o diálogo." Na nota divulgada pelo Itamaraty, o governo brasileiros também conclama Caracas "a respeitar o calendário eleitoral, fixando imediatamente a data das eleições regionais, bem como a restaurar os direitos e liberdades fundamentais, reconhecer e assegurar a independência dos poderes e libertar todos os presos políticos".

Nos protestos de quarta-feira, 3 pessoas - um membro da Guarda Bolivariana e dois manifestantes - morreram, 62 ficaram feridas e 312 foram detidas.  

Mais conteúdo sobre:
BRASÍLIA Brasil Itamaraty Caracas

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.