1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Governo sírio autoriza envio de ajuda humanitária a áreas sitiadas

- Atualizado: 16 Fevereiro 2016 | 22h 21

Segundo a ONU, comboios com alimentos estão sendo preparados para serem enviados o quanto antes à população síria

 NOVA YORK - O governo sírio aprovou a entrada de ajuda humanitária em sete áreas sitiadas do país, anunciou nesta terça-feira a ONU, que já está preparando os comboios que devem levar assistência à população.

As regiões em questão são Deir es-Zor; Fua e Kefraya, naPprovíncia de Idlib, no norte da Síria; e Madaya, Zabadani, Kafr Batna e Moadamiya, na periferia de Damasco, disse em entrevista coletiva o porta-voz das Nações Unidas, Farhan Haq.

Acampamento de sírios que fugiram dos ataques à cidade de Alepo

Acampamento de sírios que fugiram dos ataques à cidade de Alepo


Todas essas áreas foram identificadas pela comunidade internacional como algumas das mais necessitadas e estavam incluídas na iniciativa de fornecer ajuda humanitária pactuada pelas potências na semana passada em Munique, na Alemanha.

Segundo Haq, a ONU está preparando comboios com a ajuda para que possam partir "o mais rápido possível", já nos próximos dias.

O mediador das Nações Unidas, Staffan de Mistura, que está em Damasco, já tinha antecipado que nesta quarta-feira começarão a tentar fazer a ajuda chegar às áreas sitiadas e esse movimento seria um teste sobre a vontade do governo sírio de permitir essas ações.

"Está claro que é dever do governo sírio chegar a cada pessoa síria, onde quer que se encontre, e permitir à ONU levar ajuda humanitária, particularmente após tanto tempo", disse Mistura depois de se reunir com o ministro de Relações Exteriores sírio, Walid Muallem.

"Amanhã poremos isso à prova", anunciou Mistura, em uma declaração que foi distribuída por seu escritório em Genebra, que também lembrou que a entrada nessas regiões é feita em comboios em deslocamentos coordenados pelo escritório da ONU em Damasco. / EFE

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX