Assine o Estadão
assine

Internacional

Síria

Governo sírio autoriza envio de ajuda humanitária a áreas sitiadas

Segundo a ONU, comboios com alimentos estão sendo preparados para serem enviados o quanto antes à população síria

0

O Estado de S. Paulo

16 Fevereiro 2016 | 22h09

 NOVA YORK - O governo sírio aprovou a entrada de ajuda humanitária em sete áreas sitiadas do país, anunciou nesta terça-feira a ONU, que já está preparando os comboios que devem levar assistência à população.

As regiões em questão são Deir es-Zor; Fua e Kefraya, naPprovíncia de Idlib, no norte da Síria; e Madaya, Zabadani, Kafr Batna e Moadamiya, na periferia de Damasco, disse em entrevista coletiva o porta-voz das Nações Unidas, Farhan Haq.


Todas essas áreas foram identificadas pela comunidade internacional como algumas das mais necessitadas e estavam incluídas na iniciativa de fornecer ajuda humanitária pactuada pelas potências na semana passada em Munique, na Alemanha.

Segundo Haq, a ONU está preparando comboios com a ajuda para que possam partir "o mais rápido possível", já nos próximos dias.

O mediador das Nações Unidas, Staffan de Mistura, que está em Damasco, já tinha antecipado que nesta quarta-feira começarão a tentar fazer a ajuda chegar às áreas sitiadas e esse movimento seria um teste sobre a vontade do governo sírio de permitir essas ações.

"Está claro que é dever do governo sírio chegar a cada pessoa síria, onde quer que se encontre, e permitir à ONU levar ajuda humanitária, particularmente após tanto tempo", disse Mistura depois de se reunir com o ministro de Relações Exteriores sírio, Walid Muallem.

"Amanhã poremos isso à prova", anunciou Mistura, em uma declaração que foi distribuída por seu escritório em Genebra, que também lembrou que a entrada nessas regiões é feita em comboios em deslocamentos coordenados pelo escritório da ONU em Damasco. / EFE

Mais conteúdo sobre:

Comentários