1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Grupo dos EUA questiona crimes políticos na China

AE - Agência Estado

12 Março 2014 | 03h 00

Há suspeitas de que a China esteja obscurecendo os números de crimes políticos com acusações de ofensas à ordem pública, disse o grupo norte-americano Dui Hua Foundation.

O grupo lembrou que o número de indiciamentos por ofensas à segurança do Estado, como subversão e separatismo, caíram no ano passado para o menor nível desde 2007, enquanto as acusações por distúrbio à ordem pública aumentaram 11 mil de 2012 para 2013, de acordo com estatísticas divulgadas pela procuradoria da China na segunda-feira.

O Dui Hua Foundation é um grupo baseado em São Francisco que defende a clemência para prisioneiros políticos. As autoridades chinesas não responderam imediatamente o pedido para comentar a informação.

Desde que Xi Jinping assumiu a liderança do Partido Comunista da China, no fim de 2012, o governo chinês iniciou uma ampla repressão ao ativismo pelos direitos civis. Xu Zhiyong, fundador do Movimento Novos Cidadãos, é um dos principais exemplos, tendo sido sentenciado a quatro anos de prisão por organizar pequenos comícios públicos, em um caso que resultou em críticas de governos da Europa e dos EUA. Fonte: Associated Press.