Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Hillary e Trump lideram primeiras projeções de votações da Superterça

Internacional

Internacional

EUA

Hillary e Trump lideram primeiras projeções de votações da Superterça

Números mostram que ex-secretária de Estado confirma liderança contra Bernie Sanders entre os democratas; resultados do bilionário aumentam temor dos conservadores consolidá-lo à frente da corrida interna pela candidatura republicana à presidência

0

Cláudia Trevisan CORRESPONDENTE / WASHINGTON,
O Estado de S. Paulo

01 Março 2016 | 20h45

A democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump caminham nesta terça-feira, 1º, para consolidar suas lideranças nas disputas internas de suas legendas para nomeação de seus candidatos à Casa Branca. Se saírem vitoriosos ao fim das prévias partidárias, ambos se enfrentarão na eleição presidencial de novembro, que definirá o sucessor de Barack Obama. Eleitores em 12 Estados americanos foram às urnas ontem na chamada Superterça, dia que concentra o maior número de primárias do ciclo eleitoral. 

As primeiras projeções de votação elaboradas e publicadas pela CNN no início nesta noite mostram que Hillary vencera o rival Bernie Sanders na Geórgia e na Virgínia; o adversário teria conquistado seu Estado natal, Vermont. 

Na Geórgia, a ex-secretária de Estado venceu com uma margem avassaladora de 93% contra 7% do rival, segundo a emissora. Na Virgínia, a disputa teria sido vencida por Hilary com 77% sobre 22% de Sanders. Os números de Vermont não haviam sido divulgados.

Pelo lado republicano, segundo as projeções da emissora, Trump venceu nos três primeiros Estados a fecharem os locais de votação, às 21h de hoje: Geórgia, Vermont e Virgínia. Na Geórgia, o bilionário teria vencido com 40% dos votos contra 24 do senador texano Ted Cruz. Na Virgínia, Trump, segundo as projeções, obteve 34%, três pontos porcentuais à frente de Marco Rubio, senador pela Flórida. 

Ainda não havia projeções para a disputa republicana em Vermont. As votações das prévias se traduzirão em número de delegados, que se reunirão em convenções no mês de julho para chancelar o vitorioso de cada partido. 

Depois de ganhar em Iowa por uma margem mínima e perder New Hampshire para o senador de perfil social-democrata Sanders, Hillary se recuperou com uma vitória avassaladora na Carolina do Sul e era a favorita das prévias de ontem na maioria dos Estados. Trump liderava as pesquisas em quase todos, seguido pelos senadores Marco Rubio e Ted Cruz.

Pesquisa da CNN divulgada ontem mostrou que Hillary venceria Trump na eleição presidencial caso a disputa fosse realizada atualmente. A ex-secretária de Estado alcançou 52% das intenções de voto, oito pontos porcentuais à frente dos 44% do bilionário do setor imobiliário. 

Mas ela perderia em uma eventual disputa com Rubio, que se tornou o nome preferido do establishment republicano depois da saída de Jeb Bush da disputa. Segundo o levantamento, o senador pela Flórida teria 50% dos votos, enquanto Hillary receberia 47%. Se o adversário fosse Cruz, a democrata teria 48% e ele, 49%.

As prévias de ontem do Partido Democrata definiram 1.017 dos 4.763 delegados que votarão na convenção de julho. Para vencer a disputa, são necessários 2.382. Entre os republicanos, foram escolhidos 595 do total de 2.472 delegados. Vencerá quem conquistar 1.237.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.