REUTERS/Amr Abdallah Dalsh
REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

Ataque a tiros em igreja no Cairo deixa 10 mortos

Agressor ainda feriu cinco guardas pouco antes de tentar invadir o templo de Mar Mina

O Estado de S.Paulo

29 Dezembro 2017 | 09h14
Atualizado 29 Dezembro 2017 | 11h43

CAIRO - Um homem armado atacou uma igreja no sul do Cairo nesta sexta-feira, 29, matando oito cristãos coptas e um agente. O agressor foi morto pelos policiais em seguida, informaram as autoridades do país.

+ Gilles Lapouge: Cristãos coptas, vítimas do Estado Islâmico

Ele abriu fogo do lado de fora do templo de Mar Mina, no bairro de Heluán, ferindo cinco guardas, e foi morto pela polícia quando tentou invadir o local, segundo informações oficiais. A agência de notícias estatal egípcia Mena fala em dois agressores.

+ Cronologia: Ataques a cristãos no Egito

Uma foto do corpo do suposto agressor publicada no site do jornal oficial Al-Ahram mostra um homem barbudo, com uma jaqueta cheia de munição, estendido no chão.

Os cristão do Egito - os coptas - foram alvo de vários atentados sangrentos este ano. A autoria da maior parte deles foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI). A minoria cristã representa 10% dos 100 milhões de habitantes no território egípcio, de maioria muçulmana. / AFP, EFE e AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.