Efe
Efe

Homem-bomba mata 19 em frente a tribunal no Paquistão

Atentado deixou ainda outros 51 feridos; ataques nas 2 últimas semanas em Peshawar mataram mais de 80

Agência Estado,

19 Novembro 2009 | 08h45

Um homem-bomba atacou nesta quinta-feira, 19, um tribunal no noroeste do Paquistão, suicidando-se e provocando a morte de mais 19 pessoas e ferindo outras 51. Este é o sétimo atentado em 11 dias em Peshawar. Nas duas últimas semanas, mais de 80 pessoas morreram na cidade.

 

O militante suicida detonou os explosivos que levava atados ao corpo diante da entrada do tribunal, situado perto do hotel cinco estrelas Pearl Continental, onde pelo menos nove pessoas morreram em um ataque em junho. A explosão desta quinta espalhou pedaços de corpos e estilhaços de vidro pelo chão. O impacto da detonação arrancou o portão de acesso à corte.

 

Até o momento, nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque, mas o Taleban paquistanês havia prometido atacar grandes cidades do país em retaliação a uma campanha militar contra a região semiautônoma de Waziristão do Sul.

 

A cidade, próxima à fronteira com o Afeganistão, tem sido alvo de ataques desde que o Exército iniciou uma ofensiva contra o Taleban no Waziristão do Sul no mês passado e militantes intensificaram as retaliações. O novo atentado mostra que os militantes islâmicos da região são capazes de atacar qualquer lugar da cidade de 2,5 milhões de habitantes situada nos limites das regiões tribais semiautônomas do Paquistão.

 

O Paquistão enviou 30 mil soldados às áreas tribais para tentar conter as ações dos extremistas. Nos últimos dois anos e meio, pelo menos 2.550 pessoas morreram em episódios de violência entre exército e milicianos na região.

Mais conteúdo sobre:
Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.