BENOIT PEYRUCQ/AFP
BENOIT PEYRUCQ/AFP

Homem que abrigou jihadistas dos atentados de Paris é absolvido

Procuradoria tinha pedido pena de quatro anos de prisão para Jawad Bendaoud

O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2018 | 15h19

PARIS - O homem que abrigou dois dos autores dos ataques jihadistas de 13 de novembro de 2015 em Paris, Jawad Bendaoud, foi absolvido nesta quarta-feira pelo tribunal de correção de Paris.

+ Terrorista que participou dos atentados em Paris quer assistir ao próprio julgamento

"Não está provado que Jawad Bendaoud providenciou acomodações aos terroristas para escondê-los" da polícia, declarou a presidente da Corte, Isabelle Prévost-Desprez.

Jawad Bendaoud, para quem a acusação solicitou quatro anos de prisão por "acobertar terroristas", ergueu os braços, acariciou os gendarmes nos ombros e abraçou seu advogado após o veredicto. 

Na semana passada,  O francês Salah Abdeslam, único integrante vivo das células jihadistas que atacaram Paris em novembro de 2015, se recusou a responder às perguntas do tribunal que o julga por um tiroteio na Bélgica em março de 2016, o qual precipitou sua captura.

"Meu silêncio não me transforma em criminoso, é a minha defesa", disse ele antes de mencionar sua religião, o Islã. "Não tenho medo de vocês (...), deposito minha confiança em Alá e isso é tudo, não tenho mais nada a acrescentar." / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.