1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Homens armados sequestram 20 mulheres na Nigéria

Agência Estado

09 Junho 2014 | 12h 46

Homens armados, supostamente pertencente ao grupo radical Boko Haram, sequestraram 20 mulheres de uma colônia nômade no nordeste da Nigéria, nas proximidades da cidade de Chibok, onde militantes islâmicos sequestraram mais de 300 meninas e uma jovem em 15 de abril.

Alhaji Tar, membro de um dos grupos populares formados para resistir aos ataques do Boko Haram, disse que os homens chegaram na quinta-feira, por volta do meio-dia, à colônia de Garkin Fulani e forçaram as mulheres a entrar em seus veículos sob ameaça de armas. Segundo ele, elas foram levadas para locais desconhecidos. Tar contou também que o grupo levou três rapazes que tentaram impedir o sequestro.

"Tentamos segui-los quando as informações chegaram a nós, cerca de três horas depois, mas os veículos que temos não podem ir muito longe e ficarmos sabendo do fato um pouco tarde demais", disse ele.

No final de semana, a Sede da Defesa informou que tropas impediram ataques do Boko Haram contra vilas nos Estados de Borno e Adamawa. Soldados mataram mais de 50 militantes na noite de sábado, quando eles se encaminhavam para atacar comunidades, informou o porta-voz da Defesa, Chris Oluklade, por meio de comunicado enviado por e-mail.

O Exército nigeriano é cada vez mais criticados pelos cidadãos do país, que afirmam que não são protegidos pelas forças de segurança e têm de se defender do Boko Haram por si mesmos. O Boko Haram quer estabelecer um Estado islâmico na Nigéria. Fonte: Associated Press.