1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ilhas Malvinas e Evita deixarão de estampar cédulas do peso na Argentina

- Atualizado: 21 Janeiro 2016 | 09h 15

Plano de substituir ícones por imagens de animais da fauna é uma das primeiras polêmicas do novo governo de Macri 

Com Mauricio Macri na presidência, as Malvinas estarão mais longe das mãos dos argentinos. Não apenas as ilhas, mas também Evita Perón e todos os símbolos pátrios com alguma conotação política serão retirados dos bilhetes emitidos pelo Banco Central.

Em seu lugar, entrarão animais típicos da Argentina e, no verso da cédula, o ambiente em que são encontrados. Com a mudança, Macri tenta cumprir um de seus três eixos de campanha, unir os argentinos. Os outros eram pobreza zero e combate ao narcotráfico.

Foto cedida pelo Banco Central da Argentina mostra a cédula de 500 pesos com a imagem do yaguareté

Foto cedida pelo Banco Central da Argentina mostra a cédula de 500 pesos com a imagem do yaguareté

As figuras de Evita na nota de 100 pesos e a das Malvinas na de 50 pesos foram lançadas por Cristina Kirchner em cerimônias pomposas na Casa Rosada. Prêmios de desenho conquistados pelos bilhetes foram exaltados, mas não reduziram a controvérsia que a politização da moeda causou.

Evita ainda disputa espaço nas notas de 100, as mais altas até agora, com Julio Roca, presidente no fim do século 19 e início do século 20. Durante a campanha, havia caso de macristas que, por superstição, se negavam a levar na carteira a figura de Evita, um símbolo peronista usado exaustivamente por Cristina.

A “briga” entre Evita e Roca perderá sentido em 2017, quando ambos darão lugar progressivamente a um veado em extinção – o taruca, do noroeste do país. As Malvinas sairão do mapa financeiro para dar passo ao condor, típico dos Andes.

A s novas notas fazem parte de um projeto que inclui o lançamento de bilhetes de maior valor, para compensar a inflação, que faz os argentinos andarem cheios de Evitas e Rocas mesmo para compras simples.

Já neste ano, serão lançadas as notas de 500 pesos, em que estará felino yaguareté. A de mil pesos será estampada pelo hornero, ave nacional argentina. 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX