Justin Sullivan/Getty Images/AFP
Justin Sullivan/Getty Images/AFP

Incêndio mata dez pessoas em região vinícola da Califórnia

Governador da Califórnia, Jerry Brown, declarou nesta segunda-feira estado de emergência pelo devastador incêndio na região, que também já arrasou com 1,5 mil construções

O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2017 | 21h32

LOS ANGELES - Dez pessoas morreram nos incêndios florestais na região vinícola da Califórnia nesta segunda-feira, 9, segundo o xerife do Condado de Sonoma, uma das áreas mais afetadas.  

O governador da Califórnia, Jerry Brown, declarou nesta segunda-feira estado de emergência pelo devastador incêndio na região, que também já arrasou com 1,5 mil construções - incluindo casas e empresas - e obrigou a retirada de 20 mil moradores.

+Relembre: Incêndio florestal em Portugal deixa ao menos 61 mortos

O decreto abarca três condados do centro da Califórnia - Napa, Sonoma e Yuba -, localizados ao norte da Baía de São Francisco e da capital Sacramento, alimentados pelos incêndios de Tubbs e Atlas, que se estendem por mais de 20 mil hectares e "ameaçam milhares de lares e obrigam a retirada de residentes". Mas os incêndios se espalham por oito condados, incluindo esses e Mendocino. 

A maioria dos incêndios começou na noite de domingo e, segundo o chefe do Corpo de Bombeiros da Califórnia, Ken Pimlott, os ventos estão se reduzindo.

"Esperamos que isso diminua o avanço das chamas", disse a meios de comunicação, ao dar o balanço de 1,5 mil edifícios destruídos e 20 mil esvaziados evacuados.

"Quase todo o nosso esforço na noite passada e essa manhã foi dedicado a retirar e a mobilizar cidadãos nas zonas de risco", disse Pimlott.

Um total de 410 bombeiros combatem as chamas em Mendocino, com o auxílio de caminhões e um helicóptero. O porta-voz do xerife desse condado, capitão Gregory Van Patten, disse ao canal CBS que é possível que haja "múltiplas vítimas".

Outro incêndio começou na manhã desta segunda-feira, nas colinas de Anaheim, e já atingiu 800 hectares: 200 bombeiros locais combatem este foco com apoio aéreo e um se feriu nessa missão.

"Esse é meu bairro, e está completamente em chamas", diz Alyssa O'Gorman em um vídeo publicado no Twitter e reproduzido pelas redes de TV dos EUA.

Muitas pessoas utilizaram as redes sociais para mostrar o estado de destruição e também avisar que estavam a salvo.

Jesús Torres revelou à CBS que teve tempo apenas para pegar algumas coisas e fugir. "O céu ficou vermelho. Soubemos do incêndio em cima da hora, havia fumaça por todos os lados."

"Será preciso recomeçar do zero", disse à NBC Dreama Goldberg, grávida de oito meses, cuja casa foi totalmente destruída.

Jogadores e autoridades do tour de golfe da PGA foram obrigados a abandonar o Silverado Resort pouco tempo depois de Brendan Steele ganhar seu segundo título do Open Safeway.  

O hotel Hilton em Santa Rosa - no Condado de Sonoma - foi seriamente atingido e imagens na TV mostraram parte do prédio desmoronando.

O Hilton informou no Facebook que "funcionários e hóspedes conseguiram sair sem problemas, mas que não há previsão" para o retorno das atividades. "Acredita-se que o hotel sofreu um dano significativo e não sabemos quando voltará a abrir". / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.