Índia reforça segurança antes de veredicto sobre mesquita

Governo teme que hindus e muçulmanos podem se confrontar pelo local, disputado há anos

Reuters

29 Setembro 2010 | 09h20

Policiais fazem patrulha em comunidade hindu em Mumbai.

 

NOVA DÉLHI - O governo da Índia colocou dezenas de milhares de policiais nas ruas e pôs a Força Aérea em alerta, antecipando-se a possível violência quando um tribunal na decidir, na quinta-feira, sobre uma disputa religiosa centenária entre hindus e muçulmanos.

O assunto está assombrando o governista Partido do Congresso Nacional Indiano, de centro-esquerda e com raízes seculares, que terá de endossar um veredicto que deve ser mal recebido por um dos dois principais blocos de eleitores. "Meu humilde pedido é que, independentemente da decisão, por favor, aceitem-na, seguindo a mais alta tradição de magnanimidade", disse em um comunicado Sonia Gandhi, chefe do partido do Congresso e a mais poderosa política do país.

O governo pediu que seja mantida a calma depois que o tribunal decidir a quem pertence o local de uma mesquita do século XVI. A disputa pelo lugar comunitário simbólico acirrou os ânimos em 1992, resultando em alguns dos piores distúrbios na Índia, que deixaram cerca de 2 mil pessoas mortas.

A decisão, que o primeiro-ministro Manmohan Singh considerou ser um dos maiores desafios à segurança no país, ocorre pouco ante da abertura dos Jogos da Comunidade Britânica de Nações (a Commonwealth), em Nova Délhi no dia 3 de outubro.

Hindus e muçulmanos vivem em disputa há mais de um século sobre a história da mesquita Babri, em Ayodhya, uma cidade no estado de Uttah Pradesh, no norte do país. Os hindus dizem que a mesquita é o local de nascimento de seu deus-rei Rama, e foi construída após a destruição de um templo hindu por um invasor muçulmano no século XVI. Os hindus querem construir um templo no local. Muçulmanos pleiteiam a reconstrução da mesquita.

O tribunal irá decidir sobre três questões-chave, que definirão enfim a quem pertence o terreno: se o local é de fato o lugar onde nasceu Rama; se a mesquita Babri foi construída após a demolição de um templo hindu; e se a mesquita foi construída de acordo com os princípios do Islã.

Mais conteúdo sobre:
Índia mesquita tribunal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.