Irã: presidente do parlamento pede pressa para aprovar acordo nuclear

O presidente do parlamento do Irã no domingo fez um apelo para que os legisladores tomem uma decisão sobre o histórico acordo nuclear alcançado com potências mundiais, que pretende as atividades nucleares de Teerã em troca do fim de sanções internacionais contra o país.

Estadão Conteúdo

04 Outubro 2015 | 10h04

Segundo a agência de notícias oficial IRNA, Ali Larijani disse aos membros do parlamento que "quanto maior o atraso na decisão, mais o Irã é prejudicado". O líder supremo Ayatollah Ali Khamenei, que tem a palavra final sobre todos os assuntos de Estado, disse que cabe aos legisladores aprovar ou rejeitar o acordo. Não está claro se o Parlamento vai deliberar sobre o acordo, e também se a maioria dos legisladores apoia a iniciativa.

Larijani disse que o Irã esperava que a aprovação do acordo em Washington levaria mais tempo, por conta da oposição da maioria republicana no Congresso americano. No entanto, o presidente Barack Obama ganhou apoio suficiente do Partido Democrata para impedir a reprovação do acordo ou o uso de seu poder de veto.

O Parlamento iraniano deverá entrar em discussões finais sobre o acordo na próxima semana. Uma comissão parlamentar especial, que é encarregada de revisar o acordo, recomendou que o Governo mantenha-se firme na sua recusa em permitir que inspetores visitem instalações militares ou façam entrevistas com cientistas nucleares.

As nações ocidentais suspeitam que o Irã tem fabricado secretamente armas nucleares, além do seu programa civil. O Irã nega as acusações, insistindo que seu programa é dedicado a fins pacíficos, como a geração de energia e tratamento de câncer. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
Irã nuclear parlamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.