1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Iraque concede proteção a assessores militares dos EUA

AE - Agência Estado

23 Junho 2014 | 22h 09

Os EUA asseguraram proteções legais por parte do governo do Iraque para o envio de 300 forças de operações especiais, que terão como objetivo assessorar militares iraquianos.

O secretário de imprensa da Casa Branca Josh Earnest e o contra-almirante John Kirby, secretário de imprensa do Pentágono, emitiram comunicados idênticos para confirmar que o Iraque se comprometeu a fornecer proteções equivalentes à imunidade diplomática que os funcionários da embaixada possuem.

Os dois escreveram que, após troca de notas diplomáticas, o Iraque apresentou "garantias aceitáveis". Notas diplomáticas são um meio formal de correspondência entre países, e elas podem ser usadas para formar acordos internacionais.

Depois de anunciar o envio de assessores militares na semana passada, os EUA inicialmente sugeriram que eles operariam sob imunidade diplomática. Na sexta-feira Kirby afirmou que seria necessário os governos dos EUA e do Iraque se envolverem em negociações, uma vez que as proteções seriam "adequadas para a avaliação de curto prazo e a missão de assessoramento".

Funcionários norte-americanos têm dito que, se as forças dos EUA permanecerem por um período maior no Iraque, provavelmente será necessário um acordo aprovado pelo Parlamento no Iraque para assegurar as proteções legais adequadas. Fonte: Dow Jones Newswires.