1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Irmão mais velho de Fidel e Raúl morre aos 91 anos em Cuba

- Atualizado: 24 Fevereiro 2016 | 11h 48

Ramón Castro foi preso durante a ditadura de Fulgêncio Batista e ajudou os irmãos durante a Revolução Cubana

HAVANA - Ramón Castro Ruz, o irmão mais velho de Fidel e Raúl Castro, morreu na terça-feira 23 aos 91 anos de idade, informou a imprensa oficial cubana, sem detalhar a causa da morte.

 

Figura discreta nos últimos anos, Ramón morreu em Havana e seus restos cremados devem ser levados a Birán, cidade rural do leste cubano onde os irmãos Castro nasceram, disse o site oficial Cubadebate.

Fidel Castro (segundo da esquerda para a direita) ao lado do irmão Ramón (esquerda) e das irmãs Angelina (segunda da direita para a esquerda) e Agustina (direita) em Birán

Fidel Castro (segundo da esquerda para a direita) ao lado do irmão Ramón (esquerda) e das irmãs Angelina (segunda da direita para a esquerda) e Agustina (direita) em Birán

Embora tenha ajudado a guerrilha liderada pelos irmãos, que tomou o poder em 1959, Ramón nunca pegou em armas. Mais tarde, chegou a ser diretor do Plano Especial Genético de Valle de Picadura e assessor dos ministros da Agricultura e do Açúcar, mas nunca desfrutou da mesma autoridade de Fidel, de 89 anos, e Raúl, de 84 anos.

Assim com seus irmãos, Ramón foi preso pelo governo do ditador Fulgêncio Batista em 1953, anos antes de Fidel liderar a revolução que depôs Batista no dia 1.º de janeiro de 1959. 

Apelidado de Mongo, Ramón Castro organizou várias das redes de suprimento da guerrilha. Durante a insurreição, ele também ajudou seus pais a cuidarem das grandes propriedades da família em Birán. Depois que os rebeldes assumiram o poder, Ramón trabalhou nas indústrias açucareira e pecuária.

Ramón recebeu do governo cubano "diferentes reconhecimentos e ostentava o título de Herói do Trabalho da República de Cuba", segundo a nota oficial.

Nascido em 14 de outubro de 1924, Ramón estudou engenharia agrícola na Universidade de Havana. Ele era o mais velho dos filhos do casal formado pelo espanhol Ángel Castro e a cubana Lina Ruz, pais também de Angelina (morta em 2012), Fidel, Juanita, Emma, Raúl e Agustina. /EFE e REUTERS

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX